Litoral 90.9 FM

Imagem

Proerd lança concurso de fotografia

Instrutores do 5º Batalhão da PM promovem campanha para classificar foto realizada em Capivari de Baixo.

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência – Proerd atua há 19 anos no Estado com o objetivo de capacitar jovens estudantes com informações e habilidades necessárias para viver de maneira saudável, sem drogas e violência. A ação é desenvolvida com o esforço cooperativo estabelecido entre a Polícia Militar, a escola e a família.

Com o intuito de divulgar os trabalhos dos instrutores com as crianças, o Proerd lançou no início desse mês um concurso fotográfico no Estado. Segundo o regulamento, a foto mais curtida e compartilhada no facebook da entidade ganhará um data show que será destinado para uso do instrutor da cidade vencedora.

A equipe Proerd do 5º Batalhão da Polícia Militar de Santa Catarina, que atende os municípios de Jaguaruna, Sangão, Tubarão, Treze de Maio, Capivari de Baixo e, futuramente, Pedras Grandes, é uma das concorrentes do concurso.

A foto foi realizada no Parque Encantos do Sul, em Capivari de Baixo, pelo fotógrafo André Fernandes. “Na foto estão presentes os instrutores da Região do 5º BPM e os alunos do 5º ano da Escola Básica Municipal Dom Anselmo Pietrulla de Capivari de Baixo”, explica a instrutora Enelise Stange Nicoladelli.

Ela solicita o apoio de todos para que o trabalho desenvolvido pelos policiais da região seja divulgado. “Pedimos ajuda para quem puder curtir e compartilhar nosso foto. Nosso intuito é fortalecer esse trabalho nas escolas”, reforça.

Os interessados em ajudar podem acessar este link.

O concurso segue até o dia 17 de julho, quando será escolhida a foto ganhadora.

O Programa

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência – Proerd consiste em um esforço cooperativo estabelecido entre a Polícia Militar, a Escola e a Família. Tem por objetivo capacitar jovens estudantes de informações e habilidades necessárias para viver de maneira saudável, sem drogas e violência.

Secundariamente, se propõe a trabalhar sobre as causas do uso de drogas lícitas e ilícitas estabelecendo sobre os riscos decorrentes da dependência química e orientando as crianças, adolescentes, assim como seus pais ou responsáveis, acerca da busca de soluções e medidas eficazes quanto à resistência às drogas;

Fortalecer a autoestima das crianças e adolescentes a valorizarem a vida, mostrando opções saudáveis de comportamento, longe das drogas e da violência;

Sensibilizar as crianças e adolescentes para valores morais e éticos, possibilitando a visualização, bem como proporcionar a construção de uma sociedade mais justa, sadia e feliz;

Disponibilizar aos pais e/ou responsáveis ferramentas para que, quando questionados sobre os efeitos negativos das drogas, possam atender às expectativas, bem como mostrar a importância do fortalecimento da estrutura familiar;

Prevenir a criminalidade relacionada direta ou indiretamente ao uso de drogas, entre outros.

Fonte: Sulinfoco

Postado por Almir Rogério, em 29/05/2017.

Compartilhar esta notícia

Notícias Relacionadas

0 comentário(s)

Faça o seu login ou cadastre-se para comentar!