Litoral AM 1320

Imagem

Rui José relata conquistas dos primeiros 250 dias de governo

Gostaríamos de fazer mais, mas o orçamento atual do município não permite diz Rui José.

O prefeito de Imaruí, Rui José Candemil Júnior (PSD), enumera conquistas que considera importantes nos seus primeiros 250 dias de governo, embora reconheça que a falta de recursos, por conta de um orçamento municipal engessado, esteja comprometendo boa parte das ações de sua administração. Sua conquista mais recente, facilitada pela Certidão Negativa de Débitos, foi a liberação dos recursos do FUNDAM I – Fundo de Apoio Estadual aos Municípios, cujos recursos, em torno de R$ 1,3 milhões, já foram liberados. Seguindo uma cartilha própria de gestão, por entender que não pode dar o segundo passo sem antes dar o primeiro, Rui José pede paciência ao contribuinte e garante estar atacando uma prioridade de cada vez.


A administração contabiliza conquistas significativas em benefício da comunidade. Entre estas o prefeito cita o repasse regular de recursos para o Hospital São João Batista, o Vale Alimentação para os servidores municipais, recursos do FUNDAM I para reaparelhar a frota do município, regularidade na manutenção da iluminação pública, boa conservação de estradas e reconstrução de pontes em algumas regiões do interior.


O prefeito, em entrevista ao Jornal Litoral, da Rádio Litoral, reconheceu porém, alguns entraves de mais difícil solução, até mesmo pela escassez de recursos, como é o caso da distribuição de água, comprometida pela má qualidade da conexão entre o reservatório do Ribeirão Imarui e a Estação de Tratamento (ETA). Diante disso o prefeito adverte para o risco de irregularidades no fornecimento de água. A curto prazo, segundo ele, um caminhão pipa atuará como paliativo, procedimento que deve ser completado com o apoio da população, no sentido de poupar o produto. Melhorar o setor de saúde é outra preocupação do gestor municipal.


A conquista da CND


Explicando os recentes recursos liberados pela FUNDAM I, o prefeito credita a conquista ao trabalho de toda sua equipe da administração municipal e de alguns parceiros, no sentido de liberar a Certidão Negativa de Débito. Nessa jornada, fiz ele, foi essencial o apoio do governador do Estado, Raimundo Colombo e do deputado estadual José Nei Ascari, ambos do PSD. A primeira etapa desses recursos, é um dinheiro carimbado, explica o prefeito, destinado exclusivamente para aquisição de veículos e equipamentos, vantagens que haviam sido perdidas pela administração anterior, que perdeu prazos e não conseguiu a referida certidão, com prejuízos incalculáveis ao município.


Sobre os principais entraves da atual administração, o entrevistado, reconhece estar engessado por conta de um orçamento municipal que não foi elaborado durante sua gestão. Segundo ele, “a comunidade precisa saber que não podemos correr o risco de gastar fora do orçamento, sob pena de cometermos improbidade administrativa e termos o mandato cassado, como já ocorreu com outros administradores. A equipe contábil da prefeitura está elaborando o novo orçamento que brevemente será apresentado e discutido em audiência pública para, posteriormente, ser encaminhado para apreciação dos senhores vereadores.


Rui José diz também estar recuperando o que a administração anterior deixou de fazer. Hoje tem se a conquista da CND; os benefícios do FUNDAM são reais e a administração está apta para receber o FUNDAM II, cujos recursos poderão não resolver todas as dificuldades financeiras, mas, sem dúvida permitirão que a administração possa respirar e oferecer novos benefícios à sua comunidade. “Gostaríamos de fazer mais, mas o orçamento atual do município não permite – reitera Rui José. Ainda sobre a CND queremos agradecer ao secretário regional Felipe Remor, que tem sido bom parceiro do governo municipal de Imaruí, inclusive liberando recursos para a construção de pelo menos duas pontes no interior, no Sitio Novo e Águas Mornas.


Iluminação Pública


Na visão do prefeito de Imaruí, a questão da manutenção da iluminação pública no município, está bem encaminhada, com um programa definitivo contemplando todas as localidades. Hoje há um acúmulo de reivindicações para a melhoria da iluminação pública, até mesmo para atender as diversas festas e comemorações realizadas no município nas mais diferentes comunidades, entre maio e junho de cada ano. A prefeitura faz a manutenção de acordo com os recursos disponíveis, também por falta de disposição orçamentária. A preocupação maior do prefeito é manter fidelidade ao que determina o orçamento municipal.


Sobre a situação da saúde, diz o prefeito, algumas dificuldades igualmente decorrem por falta de recursos no orçamento, o que não quer dizer que o município não esteja atento e resolvendo, gradativamente, cada situação, como é o caso da contratação de uma médica para atender a região do Cangueri, o que deverá ocorrer nos próximos dias, caso a profissional aceite as condições oferecidas. Da mesma forma, a secretaria da Saúde vem trabalhando com dedicação no sentido de garantir regularidade na distribuição de remédios à população.


A oposição


Considerando ter recebido uma herança desconfortável da gestão anterior, com um passivo em torno de R$ 4 milhões, o prefeito acredita estar fazendo o possível para equilibrar despesa e receita, já tendo quitado pelo menos 50% da dívida. Com uma administração enxuta e um quadro de comissionados 40% menor do que no antigo governo, Rui José acredita que o apoio dos servidores tem sido fundamental. Após reconhecer que alguns vereadores, mesmo de situação, têm feito discursos mais ácidos na tribuna da Câmara, Rui José diz receber com naturalidade essas manifestações. “Entendo que esse comportamento faz parte do processo democrático e até porque o vereadores precisam mostrar serviço ao seu eleitor.
O prefeito diz, finalmente, considerar que todas as críticas que recebe são salutares para correção de várias situações e até mesmo para melhorar o desempenho da sua administração. O que não dá para aceitar, segundo ele, são situações como a do Cemitério São João Batista, de Imaruí,, local que já recebeu pelo menos quatro ações de limpeza, mas continua recebendo a ação de vândalos, embora a administração saiba muito bem onde está a origem do vandalismo, cujos autores, oportunamente, deverão ser punidos. A idéia do município, segundo o prefeito, é preparar o local para a próxima data de finados.

Matéria: Redação Litoral /Danilos Gomes

Compartilhar esta notícia

Notícias Relacionadas

0 comentário(s)

Faça o seu login ou cadastre-se para comentar!