Litoral 90.9 FM

Imagem

Médico de Santa Catarina salva sabiá após massagem cardíaca e vídeo viraliza

Já fiz muito esse procedimento em pessoas, que é meu trabalho, minha obrigação.

Um médico de Imaruí, no Sul de Santa Catarina, trouxe um passarinho de volta à vida depois de mais de dez minutos de reanimação cardíaca. Airto Aurino Fernandes, 64 anos, não pensou duas vezes depois do sabiá-laranjeira bateu com força contra uma vidraça. Ele recolheu o animal e iniciou os procedimentos, até que ouviu um pio. A euforia tomou conta de quem estava por perto, e mais uma vida foi salva.

— Já fiz muito esse procedimento em pessoas, que é meu trabalho, minha obrigação, mas em animal é a primeira vez que fiz. Foi uma coisa espontânea, partiu de dentro de mim, foi inédito. Nem eu esperava que o bichinho iria sobreviver. O carro pifou, pra eu salvar aquele passarinho — conta.

No trajeto até uma das oito comunidades que atende no interior de Imaruí, o carro que levava a equipe pifou na subida do morro. Sem sinal de celular, a solução foi voltar parte do caminho a pé, até a propriedade de um amigo. Foi nesse local que o passarinho se chocou contra a vidraça, e o médico com 40 anos de experiência entrou em ação.

— Bateu e caiu mortinho no chão, na hora fui lá naquele ímpeto de querer ajudar. A primeira filmagem a enfermeira até desistiu pois estava demorando, achou que não ia dar. Eu não desisto nunca, a gente tem que trabalhar até o que der, sou muito persistente nisso. O bichinho reanimou, coloquei ele num arbusto baixinho, ele voou para uma árvore maior e foi embora, realmente ressuscitou — comenta.

O vídeo começou a circular e os amigos se encarregaram de compartilhar com pessoas de fora da cidade. Em uma das publicações no Facebook, o salvamento já tem mais de 1,7 milhão de visualizações. A página da prefeitura da cidade também compartilhou a história, que já ultrapassa 12 mil exibições. O médico até utiliza as redes sociais, mas não imagina a repercussão da história.

— Fiquei surpreso, de repente um site dos Estados Unidos me entrevistou, sites, jornais. Nem imaginava que um ato assim, simples, pudesse ter essa repercussão, um ato de bondade — resumiu.

Fonte: Diário Catarinense

Postado por Almir Rogério, em 10/11/2017

Compartilhar esta notícia

Notícias Relacionadas

0 comentário(s)

Faça o seu login ou cadastre-se para comentar!